facebook sexboys facebook sexboys

SÓ NO SEXBOYS.COM.BR VOCÊ ENCONTRA:

  • OS HOMENS MAIS GATOS
  • O MAIOR ACERVO DE CENAS E FOTOS DE TODA A INTERNET
  • ATUALIZAÇÕES DIÁRIAS
  • MENOS DE R$1,00 POR DIA
  • WALLPAPERS INCRÍVEIS

E UMA REDE SOCIAL FEITA ESPECIALMENTE PARA VOCÊ: O SEXLOG.COM.BR

  - Fellipe Marques: o belo que resiste ao tempo flilipe1

Conheço FELLIPE MARQUES há quase 10 anos. Ainda me recordo da primeira vez.. Leia Mais

Um amante para dois

Olá, meu nome é Jonas. Sou um cara boa pinta, tenho 1,85, sou musculoso, somente ativo. Em abril desse ano comprei a Sex Boys e fiquei bastante feliz quando vi a seção de classificados. Dando uma olhada, vi dois caras que procuravam um companheiro para fazer sexo a três. Decidi escrever pra eles. A resposta veio rápida. Trocamos telefone e combinamos um encontro.

Quando cheguei na casa deles, fiquei bastante extasiado. Os dois eram bonitos, um somente ativo e outro passivo e estavam mesmo a fim de sexo. Depois de pouco mais de trinta minutos de bate-papo, o maior deles, chamado Tiago, somente ativo, deu o bote. Achei estranho, pois eu também sou somente ativo e ele sabia disso. Mas, ainda assim, ele me agarrou pela nuca e deu um beijo tão delicioso que meu pau ficou imediatamente duro.

Então senti mãos apertando minha calça. Mas não era ele. O menor, chamado Robert, já havia se ajoelhado em nossos pés e, enquanto o Tiago me beijava ardentemente, Robert acariciava nosso pau, dando mordidinhas na calça que me deixavam louco. Mas não brincou por muito tempo. O danadinho estava com fome de rola e logo abriu meu zíper. Tiago não se importou e continuou me beijando. Então, senti uma boca deliciosa cobrindo meu pau. Gemi de tesão. Robert chupava como um profissional. Sua língua dava voltas loucas em torno da cabeça inchada e ele sugava com força. O tesão era muito forte.

Tiago me ajudou a tirar a camisa, depois tirou a dele. Robert se livrava das suas no chão, sem tirar meu pau da boca. O Tiago não se importava e olhava fascinado enquanto Robert deslizava meu pau até a garganta. Percebi porquê logo que ele tirou a calça. O pau dele era tão grosso que mal cabia na boca de Robert. Mesmo assim Robert agarrou o mastro de Tiago e alternou as chupadas, colocando os dois na boca quase com desespero. Gostava de chupar, aquele garoto.

Aquela chupada estava ótima e eu não queria que acabasse. Então, Tiago saiu e nos deixou a sós por algum tempo. Ele gostava que alguém comesse o namorado dele e eu não ia decepcionar. Aproveitei a gulosa por mais algum tempo, até que percebi que não ia resistir. Avisei que ia gozar, mas Robert não parou. Quando gozei, ele tirou meu pau da boca e jorrei minha porra na cara dele. Feliz, ele esfregou toda a porra na cara e no peito.

Mal tive tempo de recuperar o fôlego. Quando ele se limpou, voltou querendo me chupar, mas eu virei-o de quatro e comecei a lamber seu cu. Ele uivava de prazer, soltando gemidos tão altos que pareciam gritos. Fiz minha parte e percorri aquele reguinho até que meu pau estivesse estourando novamente.

Peguei a camisinha e mandei ele ficar de quatro sobre o sofá. Ele obedeceu. Eu havia percebido que o danadinho gostava de receber ordens e aproveitei para exercitar meu lado dominador. Apertei aquela bundinha branca com força, depois comecei a brincar com os dedos. Primeiro um, depois dois e três. Dei uma boa laceada no cuzinho rosa, fazendo movimentos com os dedos, alargando-o. Então, com o pau à toda, enfiei de uma vez. Ele não aguentou o baque e caiu deitado, mas eu agarrei-o pela cintura e coloquei-o novamente de quatro, dando tapas ardidos na bunda branca e ordenando que ele ficasse naquela posição. Então comecei a socar. Primeiro devagar, depois com mais força, até que ele estava gritando de prazer e me elogiando, chamando-me de ‘meu homem’, ‘cacetão’, e outros nomes.

Tiago deve ter ouvido os gritos do Robert, pois logo voltou para a sala. De pau em riste, ele acabou com os gritos do Robert, enfiando o pau na boca dele. Ele pareceu engasgar, mas Tiago deu pouca importância para isso, e continuou a socar fundo na boca dele, que babava e gemia de prazer.

Aquele cuzinho era muito bom, pois aguentava a força das estocadas com vontade, sem se importar com a dor. Tiago olhava meu pau entrando e saindo de seu namorado e aquilo deixava-o louco. Então, sugeriu que fizéssemos uma dupla penetração. Não acreditei que aquilo fosse possível, mas concordei.

Tiago deitou-se no sofá e Robert sentou-se sobre ele, enfiando aquele pau grosso até o talo. Então, vendo aquela cena de foda, ajoelhei-me por trás e apontei. Confesso que forcei a entrada, arrancando gritos de Robert que Tiago abafava com beijos. Mas meu pau entrou. Quando vi, estávamos os dois fodendo aquele cu agora arrombado. Era uma sensação indescritível!

Sentimos o gozo chegando ao mesmo tempo. Tiago gozou primeiro, e o fez dentro da bundinha do Robert, deixando bastante melado. Quando fiquei sozinho lá dentro, soquei com força até que senti a porra chegando. Robert implorou para que eu gozasse em suas costas e fiz a vontade dele. Jorrei todo meu líquido sobre ele, deixando-o imóvel no sofá, saciado.

Tomamos um banho e eles me convidaram para dormir lá. Aceitei e passei o fim de semana com ele. Transei seis vezes, às vezes com os dois, às vezes somente com Robert. Esse foi o começo de uma bela amizade que ainda dura. Vez ou outra, Robert me liga, implorando por rola e eu corro para atender seu pedido. Por enquanto, nem penso em procurar namorado. A coisa está boa desse jeito.

Deixe um comentário

*

botão assine sexboys